Cambionet

Cambionet

WhatsApp

Central de Vendas

4000-1239

Investir no exterior: passo a passo para começar

Investir no exterior pode ser uma ótima maneira de diversificar seu portfólio e obter exposição a diferentes economias. No entanto, é importante estar ciente das regulamentações envolvidas antes de tomar essa decisão, bem como considerar seu perfil de investimento e objetivos financeiros.

Para você que deseja começar a investir, mas não sabe por onde começar, organizamos um passo a passo detalhado para ajudar você a colocar esse plano em prática.

Existem várias maneiras de investir no exterior, incluindo:

  1. Ações de empresas estrangeiras através de corretoras internacionais.
  2. Fundos de investimento que incluem ativos estrangeiros.
  3. Imóveis no exterior.
  4. Programas de franchising estrangeiros.
  5. Títulos do governo estrangeiro.

Ações de empresas estrangeiras: Isso envolve comprar ações de empresas que são listadas em bolsas de valores estrangeiras e pode ser feito através de corretoras internacionais, que oferecem acesso a diferentes mercados globais. Para aqueles que desejam diversificar seu portfólio e obter exposição a diferentes economias, essa é uma boa forma de começar a investir.

Fundos de investimento que incluem ativos estrangeiros: Envolve investir em fundos que possuem uma carteira diversificada de ativos estrangeiros, como ações, títulos e imóveis. Para aqueles que desejam diversificar seu portfólio, mas não têm tempo ou conhecimento para gerenciar ativos estrangeiros individualmente, essa pode ser uma boa opção.

Imóveis no exterior: Comprar imóveis em outro país, como casas, apartamentos ou terrenos pode ser atrativo para aqueles que desejam diversificar seu portfólio e obter renda passiva através de aluguéis. No entanto, é importante levar em conta as regulamentações imobiliárias e fiscais do país em questão.

Programas de franchising estrangeiros: Para isso, é necessário se tornar um franqueado de uma empresa estrangeira e abrir uma filial no Brasil. Para aqueles que desejam iniciar um negócio próprio e contar com a marca e suporte de uma empresa estabelecida, pode ser uma boa ideia.

Investir em títulos do governo estrangeiro: É a aquisição de títulos emitidos pelo governo de outro país, como títulos do Tesouro ou bônus corporativos. Isso pode ser uma boa opção para aqueles que procuram investimentos de renda fixa e desejam obter exposição a diferentes economias.

Antes de investir no exterior, é importante considerar os seguintes fatores:

Regulamentações e restrições: Cada país tem suas próprias normas para investimentos estrangeiros. É importante estar ciente delas antes de investir e garantir que você esteja cumprindo todas as leis aplicáveis.

Riscos cambiais: Quando você investe no exterior, sua exposição ao risco cambial aumenta. Isso significa que o valor de seus investimentos pode ser afetado pela flutuação das taxas de câmbio entre as moedas.

Riscos políticos e econômicos: Investir no exterior também implica riscos políticos e econômicos. Mudanças na política, instabilidade econômica, e outros fatores imprevisíveis podem afetar o valor de seus investimentos.

Seus objetivos financeiros e perfil de risco: É importante considerar seus objetivos financeiros e perfil de risco antes de investir no exterior. Se você é um investidor conservador, por exemplo, investir em ações de empresas estrangeiras pode não ser a escolha mais adequada para você.

Taxas e despesas: Investir no exterior pode envolver taxas e despesas adicionais, como taxas de corretagem e taxas de conversão de moeda. É importante considerar esses custos adicionais e como eles afetarão seus retornos.

Conhecimento do mercado: Antes de investir em um mercado estrangeiro, é importante ter uma boa compreensão do mercado e das tendências econômicas e políticas. Isso pode ajudar a identificar oportunidades de investimento e avaliar os riscos.

Para começar a investir no exterior, você pode seguir esses passos:

  1. Defina seus objetivos financeiros e perfil de risco.  Esse é o primeiro passo antes de começar a investir. Avaliar seu perfil de risco ajudará a determinar qual mercado ou tipo de investimento é mais adequado para você.
  1. Faça uma pesquisa sobre os mercados e as oportunidades de investimento no exterior. Isso inclui estudar as tendências econômicas e políticas, bem como as regulamentações e restrições do país em questão.
  1. Escolha uma corretora para começar a investir. Analise as corretoras existentes e escolha a que melhor se enquadra no que você busca. Já abordamos no BLOG 6 melhores corretoras para investir no exterior, destacando os diferenciais de cada uma.
  1. Abra uma conta em moeda estrangeira para evitar taxas de conversão de moeda.
  1. Entenda as implicações fiscais. Investir no exterior pode ter implicações fiscais, então é importante entender as leis e regulamentos fiscais do Brasil e do país em que você está investindo.
  1. Defina o quanto você está disposto a investir e estime um percentual para cada tipo de investimento, conforme cada classe de ativos.
  1. Comece com uma pequena quantia e aumente gradualmente conforme você se sentir mais confortável com o processo.
  1. Consulte um especialista: É importante consultar um profissional financeiro ou especialista em investimentos para obter orientação específica sobre seus objetivos e perfil de risco.

Ainda ficou em dúvida sobre como começar a investir? A Cambionet pode te assessorar na abertura de uma conta no exterior, para você iniciar agora mesmo! Entre em contato com a Cambionet e conte com o suporte do nosso time para te auxiliar no que for necessário.